Tuesday, December 13, 2016

[Opinião] A Maldição do Vencedor


Título: A Maldição do Vencedor
Autor(a): Marie Rutkoski
Série: The Winner's Trilogy (#1)
Editora: TopSeller
Kestrel, jovem filha do poderoso general de Valoria, tem apenas duas opções: alistar-se no exército ou casar-se. Ela tem, no entanto, outras aspirações e procura libertar-se do seu destino, rebelando-se contra o pai.
Num passeio clandestino pela cidade, Kestrel vai parar a um leilão de escravos, onde se depara com um jovem, Arin, que parece querer desafiar o mundo inteiro sozinho. Num impulso, ela acaba por comprá-lo — por um preço tão alto, que a torna alvo de mexericos na sociedade.
Arin pertence ao povo de Herrani, conquistado dez anos antes pelos Valorianos. Além de ser um ferreiro exímio, revela-se também um cantor extraordinário, despertando a curiosidade de Kestrel. Arin, contudo, tem um segredo, e Kestrel não tardará a descobrir que o preço que pagou por ele poderá custar muito mais do que aquilo que alguma vez imaginara.


Wednesday, December 07, 2016

[Opinião] O Baile de Máscaras

Título: O Baile de Máscaras
Autor(a): Joanna Taylor
Editora: Edições ASA
Em 1786, Londres é uma cidade magnífica, caótica e implacável. Que o diga a jovem Lizzy Ward, cujos sonhos cedo se desvaneceram para dar lugar a uma vida que nunca desejou. Nunca foi sua intenção ser prostituta, mas o destino assim quis. Todavia, a sua sorte parece estar prestes a mudar. Um dia, ao calcorrear as ruelas negras de fuligem de Piccadilly, dá por si a salvar a vida de um homem diferente dos outros. Lord Edward Hays não só é aristocrata como não está minimamente interessado nos seus serviços. Ou melhor, nos seus serviços habituais. Lord Hays quer contratá-la mas não por uma noite. O seu plano é apenas exibi-la na alta sociedade como sua companheira durante toda a semana que vai passar na cidade.
Estará Lizzy à altura do papel? À medida que se embrenha nos mais sumptuosos e respeitáveis salões londrinos, os obstáculos parecem suceder-se. Além disso, a jovem apercebe-se de que, naquele mundo, ela não é a única a usar uma máscara. Para piorar as coisas, a sua relação com Edward está a intensificar-se de dia para dia – a charada de ambos ameaça ruir, e Londres está a postos para o grande escândalo...


Sunday, September 04, 2016

Desisti de...

Decidi roubar esta ideia à minha irmã e fazer aqui também a minha pequena lista de séries que deixei para trás. Há sempre uma série que não é a nossa praia, que pode ser muito boa mas não nos cativa ao primeiro episódio, etc. Neste pequena lista vou-vos explicar o porquê de ter desistido destas séries e vou-vos deixar também algumas que ainda tenho esperança de continuar mas estou num impasse se o faço ou não.


American Horror Story parece fantástica para quem está do lado de fora. Quer pelos trailers, quer pelas variadas caras conhecidas que vão aparecendo na série. Mas no meu caso, depois de ter assistido a dois/três episódios da primeira temporada, desisti. Ninguém tinha interesse na série e a mesma não cativou ninguém cá em casa.

Arrow tinha tudo para dar certo. Na verdade, a primeira temporada foi muito boa e cativou-me desde o primeiro episódio. Era diferente e interessante. A história fazia sentido e tinhamos esperança de que o casal principal deste comic ficasse junto. Ou pelo menos, caso isso não acontecesse, que a história não passasse a ser toda centrada à volta de Oliver e Felicity. Era tanta palhaçada junta que já só suportava a série porque a Laurel ainda fazia parte dela e era uma lufada de ar fresco cada vez que aparecia no ecrã. Mas como tudo o que é bom acaba depressa, os anormais que escrevem esta série decidiram deitar fora o que a série tinha de bom e matar a personagem principal deste comic. Sem Laurel, Error não fazia e nunca fará sentido para mim. #nolaurelnoarrow



Believe foi uma série que encontrei no Tumblr se não estou em erro. Os episódios que vi não foram nada de especial mas queria saber como se desenrolaria a história das personagens principais. No entanto, fui deixando e deixando e acabei por nunca mais assistir a nenhum episódio. A série foi cancelada e continua ali na minha lista de "continuo ou não?". É mais provável que não, porque apesar da curiosidade tenho muitas outras séries às quais quero mesmo assistir e que têm continuação.




Black Sails, ao que ouço, é uma série muito boa, o que me dá pena de ter desistido logo após o primeiro episódio. Estava cansada na altura a que assisti, mas quando um episódio nos cativa fazemos de tudo para assistir e no meu caso eu deixei-me dormir. Isso significa que não foi assim tão bom, certo?



Homeland foi das melhores séries que estreou por esta altura. Não se falava de mais nada e confesso que comecei a assistir porque gostei bastante dos trailers que via. Mas ao fim de uns quantos episódios acabei por desistir porque era demasiado chato e assistir a um novo episódio já se estava a tornar uma obrigação. Não obrigada!
Reign foi uma daquelas séries que quando comecei a assistir não conseguia parar de o fazer. As personagens eram fortes, destemidas, interessantes. Quando estive de férias o ano passado consegui colocar a série em dia e assistir à segunda temporada. O meu casal preferido estava mais ou menos no bom caminho (havia esperança, sim!), uma das minhas personagens preferidas estava a ser finalmente feliz... mas tudo descambou na terceira temporada. Assisti a quatro episódios, se não estou em erro, e depois parei por falta de tempo. No entanto, vejo spoilers e qual não é o meu espanto quando o meu casal preferido já não existe (um deles está com outra pessoa e mesmo à beira da morte) e a outra personagem acabou mesmo por morrer? Bem, resta a questão; desisto ou não?




Scream Queens é basicamente uma palhaçada de série. Não, a sério. São todos tão parvos que por vezes até dói. Mas acaba por ser divertida e por nos deixar curiosos. No entanto, não sei se é uma série para voltar a ver. Desisti ao fim de alguns episódios porque achava que não tinha paciência. A questão é que acho que continuo sem paciência para este tipo de série...



The Bridge foi uma daquelas séries que rapidamente se tornou muito boa. Era muito interessante e a dinâmica entre as personagens principais era muito boa. Mas, para variar, depois de uma temporada tão boa, veio a segunda que se tornou uma seca. E depois de saber que seria cancelada, foi uma decisão unânime cá em casa deixar de assistir a esta série.
   

 E vocês, costumam deixar uma série de ânimo leve ou são como eu e ainda ponderam "e se"? Se sim, que séries já deixaram para trás? 
Back to Top