Tuesday, December 13, 2016

[Opinião] A Maldição do Vencedor


Título: A Maldição do Vencedor
Autor(a): Marie Rutkoski
Série: The Winner's Trilogy (#1)
Editora: TopSeller
Kestrel, jovem filha do poderoso general de Valoria, tem apenas duas opções: alistar-se no exército ou casar-se. Ela tem, no entanto, outras aspirações e procura libertar-se do seu destino, rebelando-se contra o pai.
Num passeio clandestino pela cidade, Kestrel vai parar a um leilão de escravos, onde se depara com um jovem, Arin, que parece querer desafiar o mundo inteiro sozinho. Num impulso, ela acaba por comprá-lo — por um preço tão alto, que a torna alvo de mexericos na sociedade.
Arin pertence ao povo de Herrani, conquistado dez anos antes pelos Valorianos. Além de ser um ferreiro exímio, revela-se também um cantor extraordinário, despertando a curiosidade de Kestrel. Arin, contudo, tem um segredo, e Kestrel não tardará a descobrir que o preço que pagou por ele poderá custar muito mais do que aquilo que alguma vez imaginara.


     Há muito tempo que descobri este livro numa conta do Instagram. Foi também há muito tempo que o adicionei à minha tbr. Eu adoro inglês, mas queria este livro na minha língua. E qual não foi o meu espanto quando vi que a TopSeller o ia lançar? Não só a sinopse é cativante, como a capa. Já o tinha há algum tempinho na minha estante, mas estava numa fase em que não tinha muito tempo para ler, então deixei-o à espera. Até que na passada semana decidi começar a lê-lo.

     A história deste livro tem como base dois povos, os Valorianos e os Herranis. Os primeiros são um povo estratega e dominante, enquanto que os segundos valorizam a arte de um modo geral. E foi assim que os Valorianos ganharam a guerra contra os Herranis, tornando-os seus escravos.

     Kestrel, filha do poderoso General de Valoria, é uma sonhadora e lutadora. Uma rapariga apaixonada pela música (piano) e contra a vontade do pai, cujo ideal é ver a filha alistada ao exército. Caso contrário, terá que se casar. Para Kestrel, nenhuma das opções é válida, por isso procura libertar-se do seu destino, rebelando-se contra o pai.

     Num passeio pela cidade e num acto de rebeldia, Kestrel compra um escravo num leilão, Arin, pagando muito mais do que o esperado pelo escravo Herrani. E é aqui que ficamos a conhecer a ligação do título do livro com a sua história: o vencedor de um leilão também perde, porque só consegue ganhar pagando mais do que o valor que os outros licitantes decidiram que valia o artigo à venda.

     Arin é misterioso e calculista. É uma personagem interessante, porque a cada página queremos descobrir um pouco mais sobre ele. E um pouco mais sobre a relação entre ele e Kestrel, que ao longo do livro vemos crescer.

     A escrita de Marie é muito cativante e não nos deixa parar. Falo por mim, não descansei enquanto não cheguei à última página. Adorei o mundo e as personagens. Adorei.


No comments :

Post a Comment

Back to Top